Igreja em Kentucky parou de assinar licenças de casamentos héteros até legalização do casamento gay

Surpreendendo toda a comunidade cristã do estado do Kentucky, no interior dos Estados Unidos, a Douglas Boulevard Christian Church anunciou que não vai mais assinar licenças de casamentos na cidade de Louisville enquanto não houver leis mais flexíveis em relação à legalização do casamento gay no país. Ligada ao grupo protestante Discípulos de Cristo, que reúne quase 700 mil membros nos EUA, a igreja é a primeira da congregação a se manifestar dessa forma sobre o assunto e a decisão de cancelar licenças de casamento foi tomada pelos próprios fieis em assembleia.

A igreja Douglass Boulevard, entretanto, continua realizando cerimônias religiosas de casamento entre pessoas do mesmo sexo e de sexos diferentes. A ação da congregação se limita ao aspecto legal do casamento. Sem a licença da igreja, os fiéis que se casam são obrigados a recorrer aos cartórios civis para legalizar o contrato de casamento. De acordo com o ministro Derek Penwell, maior clérigo da igreja, a decisão pretende chamar a atenção da população americana sobre as discrepâncias de direitos entre casais homossexuais e heterossexuais.

O pastor disse em entrevista a uma rádio local:

Nosso sistema anterior nos forçava a dizer para todos os gays e lésbicas em nossa congregação: só podemos fazer as coisas em parte para vocês.

Em um comunicado oficial no site da igreja, o ministro adjunto Ryan Kemp-Pappan reforçou a ideia dizendo que:

Como uma comunidade aberta e afirmativa de sua fé, nossa igreja é comprometida em tratar homossexuais e heterossexuais igualmente. Nossa congregação acredita que é injusto prover serviços diferenciados para os casais hétero enquanto não podemos fazê-los para os casais gays.

O Reverendo Derek Penwell completou ainda, no mesmo post no blog da igreja Douglass Boulevard

Casais heterossexuais têm direito a inúmeros benefícios que resultam de ter uma união sancionada pelo estado. Eles podem herdar propriedades, adotar crianças juntos, visitar uns aos outros no hospital e economizar milhares de dólares em impostos pagando suas taxas como casal. Ministros, como agentes do estado, tem poder para conceder esses benefícios para heterossexuais, mas não temos a honra de fazê-lo com casais gays.

A decisão da igreja já atraiu a atenção das comunidades cristãs dos EUA para esse delicado assunto. Pouco a pouco, algumas instituições evangélicas estão literalmente saindo do armário e mostrando que existem sim cristãos moderados livres de preconceitos. Com a manifestação, a congregação mostrou que está disposta a livrar-se de dogmas antigos em nome do bem comum, dos direitos civis e das liberdades individuais. Para a alegria dos progressistas, enfim os religiosos moderados estão se levantando contra os fanáticos.

Texto por Luiz Filipe Tavares da Revista Trip

Share

About Author

deolhonelas

(0) Readers Comments

Comments are closed.


Warning: Parameter 1 to W3_Plugin_TotalCache::ob_callback() expected to be a reference, value given in /home3/soninic1/public_html/deolhonelas/wp-includes/functions.php on line 3509