Campanhas LGBT — 19 janeiro 2012

Campanha do ALL OUT
www.allout.org/pt/chegamosaolimite

Ao fim de um longo dia de aulas, Cleides Antônio Amorim foi com amigos a um barzinho perto da Universidade. Seria a última noite de sua vida. Não estava ali há muito tempo quando um outro homem se aproximou gritando “só tem viado nessa mesa!” – e logo depois, matou Cleides a facadas na frente de seus amigos.

Cleides, um professor da Universidade Federal do Tocantins, é uma das doze pessoas que já foram assassinadas nessas primeiras semanas de 2012, simplesmente por serem lésbicas, gays, bissexuais, travestis ou transexuais. Trata-se de uma epidemia de violência que está se alastrando – e mesmo assim o governo brasileiro se recusa a falar sobre o assunto e lidar com esta crise urgente de legislação e de ordem pública.

Professores universitários colegas de Cleides escreveram uma carta poderosa ao governo, dizendo: Chegamos ao nosso limite. Estes professores pretendem se encontrar com o Ministro da Justiça José Eduardo Cardozo – e exigir que ele tome uma ação imediata e pública contra toda essa violência. Você levaria um minuto assinando a carta e compartilhando-a? A carta será entregue a Ministro – exigindo que ele investigue estes crimes imediatamente.

Nosso país é um lugar perigoso para a vida de brasileiras e brasileiros como Cleides. O país que em breve receberá a Copa do Mundo de Futebol e as Olimpíadas, já tem a medalha de ouro no ranking mundial de assassinatos de pessoas LGBT por ano. Em 2010, o último ano para o qual o movimento social tem estatísticas fechadas (o governo federal não mantém esse registro) foram mais de 250 LGBTs assassinados/as por serem quem são.

Sabemos que o ministro Cardozo acredita no direito igualitário de LGBTs à vida e à justiça. Ele mesmo disse em novembro passado que “a discriminação e a homofobia são inaceitáveis em pleno século 21”. Ele também defendeu o ambicioso “kit” do projeto Escola sem Homofobia – que seria distribuído a professores e professoras da rede pública de ensino, e cuja distribuição foi impedida por meio da pressão dos setores conservadores no Congresso.

O fato de o debate sobre a lei que criminaliza a homofobia ter terminado num impasse no ano passado no Congresso, não pode ser usado como desculpa. O governo federal ainda deve fazer tudo o que está no seu poder para assegurar que os direitos de brasileiros e brasileiras LGBT – incluindo o direito fundamental à vida – sejam protegidos. A ineficiência do governo pode significar a sentença de morte para centenas de brasileiros e brasileiras que terão suas vidas ceifadas em 2012 por serem quem são – a menos que medidas urgentes sejam tomadas IMEDIATAMENTE.

Assine a carta dos professores e ajude a lembrar o ministro Cardozo a manter sua palavra, priorizando uma resposta federal à crise de violência homofóbica que está afetando a vida de brasileiros e brasileiras – a começar por uma robusta investigação, com a punição do homofóbico covarde que matou Cleides a sangue frio:

Este é apenas o começo. Em 2012 All Out vai trabalhar com ativistas pelos direitos humanos, pelos direitos das mulheres e ativistas LGBT em todo o Brasil, chamando a atenção para estes crimes e desafiando as atitudes que podem vir a causá-los. Juntas e juntos vamos All Out – com toda força.

Em memória de Cleides Antonio Amorim e das vítimas da homofobia em 2012: Chegamos ao LIMITE.
Ajudem a alcançar a meta de 10.000 assinaturas!
http://www.allout.org/pt/actions/chegamosaolimite

FONTES:

Professor da UFT é assassinado com facada em Tocantinópolis: segundo PM homofobia motivou crime – www.surgiu.com.br

ONU está preocupada com assassinatos de LGBT no Brasil, diz alta comissária
www.mixbrasil.uol.com.br

A cada 36 horas um homossexual é assassinado em crimes relacionados à homofobia no Brasil – ATÉ QUANDO? www.revistatrip.uol.com.br/

GGB deixará de fazer estatística de gays assassinados no país
www.atarde.com.br

Assista ao Video da Alta Comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Navi Pillay

Share

About Author

deolhonelas

(0) Readers Comments

Comments are closed.


Warning: Parameter 1 to W3_Plugin_TotalCache::ob_callback() expected to be a reference, value given in /home3/soninic1/public_html/deolhonelas/wp-includes/functions.php on line 3509